EM FOCO

Torta de Viana com doce de ovos

 



Torta tradicional portuguesa de origem conventual, da região de Viana do Castelo, fica super fofa e cremosa.

A "Torta de Viana" é um doce tradicional à base de creme de ovo, farinha e açúcar, é certificada a nível nacional como sendo original de Viana do Castelo. 

A receita terá nascido no Convento de Santa Ana de Viana do Castelo, em 1505, sendo que as primeiras freiras eram Clarissas e teriam vindo do Mosteiro de Vila do Conde. Era um doce importante, apenas preparado para ocasiões especiais, também conhecido com Torta Real.

Em 2021, o Município garantiu a certificação da “Torta de Viana”, num processo que teve como objetivos preservar e promover este doce e a receita deste produto tradicional vianense.

INGREDIENTES:

6 ovos, gemas e claras separadas

Raspa de limão q.b.

125 g de açúcar

100 g de farinha sem fermento

Açúcar para polvilhar

Doce de ovos*


PREPARAÇÃO:

Pré-aquecer o forno nos 200º.

Forrar um tabuleiro (36 x 24 cm) com papel vegetal e untar com manteiga ou óleo spray.

Bater bem as gemas com o açúcar e a raspa de limão com uma colher de pau, durante cerca de 5 minutos).

Bater as claras em castelo e envolvê-las na mistura das gemas.

Adicionar a farinha, envolver bem para que fique integrada na massa.

Verter sobre a forma, alisar e levar ao forno cerca de 14 minutos ou até o palito sair seco do seu interior (usar um palito fino, para não deixar marca).

Desenformar sobre um pano de cozinha húmido e polvilhado com açúcar.

Retirar o papel vegetal com cuidado e barrar com o doce de ovos.

Aguardar uns 10 minutos e enrolar com a ajuda do pano.

Deixar que arrefeça mais um pouco, aparar as extremidades, se desejar, e passar para o prato de servir.


*Doce de ovos

6 gemas + 1 ovo inteiro

250 g de açúcar

125 g de água

1 pedaço de casca de limão

1 pau de canela


Num tachinho,  levar ao lume a água, o açúcar e os aromatizantes (limão e canela).

Sem mexer, deixar levantar fervura. Quando começar a borbulhar (bolhas grandes em toda a superfície da calda), contar 3 minutos. Retirar do lume, descartar o limão e a canela e verter em fio sobre as gemas e o ovo previamente desfeitos numa taça de metal, mexendo sempre. Coar para o tacho e levar ao lume até engrossar, cerca de 10/15 minutos, mexendo sempre para não ganhar grumos e sem deixar ferver.

Deixar arrefecer e usar.

O que sobrar, pode usar para rechear outros bolos e utilizar noutras sobremesas.

Pode ser conservado durante alguns dias, se bem fechado num frasco e no frigorifico.


Acompanhe as receitas 






Doçaria Regional - em destaque



Pratos tradicionais - em destaque